Padre celebra missa dentro de córrego poluído

Nota inicial de Amor Mariano: Indo na contramão da notícia que postamos hoje de manhã onde pudemos ver o AMOR dos Sacerdotes e dos fieis que mesmo em meio a Igrejas devastadas celebravam à Santa Missa com todo o Zelo e AMOR possíveis, vemos no Brasil um exemplo claro de que aqui em nossa terra o demônio não quer que nossa Igreja seja atacada fisicamente (como acontece no Egito e em outros lugares), aqui está sendo atacada e destruída de maneira silênciosa, onde o inimigo de Deus usa dos próprios Sacerdotes que deveriam ser ZELOSOS em seu ministério, mais não passam de CLOACAS DE IMPUREZA, e isso quem nos disse foi a própria Mãe de Deus e Nossa em La Salette (1846):

Os sacerdotes, ministros de meu Filho, os sacerdotes, por causa da sua vida má, pelas suas irreverências e pela sua impiedade ao celebrar os santos mistérios, pelo amor ao dinheiro, o amor às honras e aos prazeres, os sacerdotes converteram-se em cloacas de impureza. Sim, os sacerdotes provocam a vingança e a vingança pende sobre suas cabeças.

Nossa amada Mãe também alertou aos Sacerdotes sobre suas más condutas:

Ai dos sacerdotes e pessoas consagradas a Deus que pelas suas infidelidades e más vidas crucificam meu Filho de novo! Os pecados das pessoas consagradas a Deus clamam ao Céu e atraem vingança, e eis que a vingança está às suas portas, porque já não se encontra ninguém para implorar misericórdia e perdão para o povo. Já não há almas generosas, já não há ninguém digno de oferecer a Vítima sem mancha ao Eterno, pelo mundo.

Deus vai castigar de uma maneira sem precedentes. Ai dos habitantes da Terra! Deus vai esgotar a sua cólera e ninguém poderá fugir a tantos males juntos.

Os chefes, os condutores do povo de Deus, descuraram a oração e a penitência, e o demônio obscureceu as suas inteligências. Tornaram-se naquelas estrelas errantes, que a antiga serpente arrastará com a sua cauda para os fazer perecer.

Vamos a notícia:

Os moradores da região do Jardim Capivari, em Campinas, participaram na manhã deste domingo de uma missa um tanto inusitada. A missa foi celebrada pelo Padre Nelson Ferreira de Campos, da Paróquia de Santa Luzia, dentro do córrego extremamente poluído do Rio Capivari. A solenidade encerrou a Sétima Caminhada Pela Vida, organizada pela paróquia que reúne oito comunidades da região. Centenas de fiéis participaram da caminhada que saiu por volta das 9h30, em frente a igreja de Santo Antônio, no Parque Ipiranga. Eles percorreram cerca de cinco quilômetros até chegarem ao córrego que é tomado por muita sujeira.

Ao longo do caminhada , os fiéis paravam e encenavam por alguns minutos situações do cotidiano que remetiam aos problemas da comunidade. Em uma das paradas adultos e crianças encenaram o descaso do poder público com o setor da saúde . Em uma outra parada os fiéis prestaram uma homenagem aos quatro jovens que foram vitimas em uma chacina que já completou um ano sem nenhuma solução.

O ponto alto da caminhada foi a missa celebrada pelo Padre Nelson dentro do fétido córrego. Segundo o religioso o local foi escolhido como forma de protesto contra o descaso do poder público com a população das periferias da cidade.

Fonte da notícia: www.portalcbncampinas.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *