“O Papa é católico?”

Não é que o Papa é imprevisível. É que nós vemos notícias distorcidas do que ele diz, e conhecemos tão pouco do catolicismo que não sabemos interpretar suas palavras. Também com o Papa Bento XVI os católicos o tempo todo tinham que esclarecer suas palavras, porque a mídia as interpretava a seu bel prazer. Os católicos que consideram que o Papa está indo contra a Igreja o fazem porque não conhecem a Igreja. É incrível que as coisas mais polêmicas e “anticristãs” que afirmam que o Papa diz são exatamente as coisas que a Igreja vem dizendo há 2.000 anos.
Uma vez vi uma notícia dizendo que o papa tinha falado que se um homossexual seguia a Deus de todo coração, ele não via problema. Ele disse um discurso inteiro, mas a mídia pegou essa parte e colocou como se ele estivesse aprovando a união homoafetiva. O posicionamento da Igreja tem sido o mesmo há séculos. Homossexualismo já existia no período do cristianismo, e sempre se considerou que se eles não vivessem uma vida de pecado poderiam também chegar ao Reino de Deus. Vamos nos lembrar de 1 Coríntios 6: 9-11: “Não se enganem, não herdarão o reino de Deus os imorais, os que adoram ídolos, os adúlteros, os homossexuais, os ladrões, os avarentos, os bêbados, os difamadores, os marginais. Alguns de vocês eram assim. Mas foram lavados do pecado, separados para pertencerem a Deus e aceitos por Ele por meio do Senhor Jesus Cristo e pelo Espírito Santo de Deus.” A posição da Igreja, representada pelo Papa, permanece a mesma. Deus acolhe o pecador, mas rejeita o pecado. A Igreja deve então acolher o pecador. Só há dois tipos de pessoas na Igreja: santos e pecadores, e os pecadores estão lá para se tornarem santos. O que a mídia esqueceu é que se o cara segue a Deus com todo o coração, se esforçará por viver a castidade, e por viver de acordo com os ensinamentos de Nosso Senhor.
Se o Papa está ressaltando essa questão dos homossexuais agora (ou na verdade, se a mídia está chamando mais a atenção para esse tipo de discurso agora visando legitimar os próprios interesses), é porque ele percebeu uma necessidade de esclarecimento. Vários evangélicos já consideram que apenas ser homossexual é pecado, não importando se o cara vive ou não a castidade. Muitos homossexuais deixam a Igreja porque não conhecem o catolicismo e não buscam conhecê-lo, julgando também que não são aceitos pelo simples fato de serem homossexuais, independente de serem ou não castos. Por isso a Igreja atualmente se esforça em esclarecer essa questão. Devemos buscar as ovelhas perdidas, levar a Palavra a todos, ensinar o Caminho a todos os pecadores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *