Israel mobiliza mísseis no norte do país

Mundo•Notícias5 anos atráspor MateusComentarEscrito por Mateus

O Exército israelense anunciou a mobilização de baterias de mísseis antimísseis Patriot perto de Haifa, no norte do país, dois dias depois da invasão do espaço aéreo israelense por um avião guiado por controle remoto (drone) não identificado.

Um porta-voz do Exército, confirmando by Text-Enhance” href=”https://web.archive.org/web/20180123114613/http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/afp/2012/10/08/israel-mobiliza-misseis-patriot-proximo-a-haifa.htm”>informações divulgadas pela imprensa local, afirmou à AFP que estes mísseis de fabricação americana, capazes de derrubar drones, foram mobilizados na cidade litorânea de Haifa.

Ele se negou a confirmar se esta decisão está relacionada com a intrusão de sábado.

A Força Aérea israelense abateu um avião não-tripulado no sábado (6) após a aeronave cruzar a fronteira no sul de Israel, segundo disseram os militares, mas não ficou clara qual era a origem do aparelho.

O avião foi detectado pela primeira vez sobre o mar Mediterrâneo na área da Faixa de Gaza, controlada pelo Hamas, a oeste de Israel, disse a porta-voz militar Avital Leibovich.

A aeronave foi mantida sob vigilância e seguida por jatos da Força Aérea Israelense, antes de ser abatida sobre uma floresta em uma área despovoada perto da fronteira com territórios ocupados da Cisjordânia.

Leibovich disse que o avião foi abatido às 4h (horário de Brasília), depois que se dirigiu cerca de 55 quilômetros para leste, na parte sul do deserto do Negev.

O ministro da Defesa, Ehud Barak, elogiou a interceptação, a qual caracterizou como “incisiva e eficaz”.

“Nós vemos com bastante severidade a tentativa de comprometer o espaço aéreo israelense e iremos considerar a nossa resposta no devido tempo”, disse Barak em um comunicado.

Soldados, com ajuda de helicópteros, inspecionavam a área em busca dos destroços do avião que, segundo fontes de segurança, provavelmente não veio da Faixa de Gaza.

A rádio do Exército israelense disse que o aparelho não carregava explosivos.

Em pelo menos uma ocasião, o Hezbollah, grupo do Líbano apoiado pelo Irã, lançou um avião deste tipo em direção a Israel. Em 2010, uma aeronave israelense abateu um balão aparentemente não tripulado no Negev, numa área próxima ao reator nuclear israelense Dioma.

LEIA MAIS

Fonte: Uol Notícias | Fim dos tempos.net

[divider]

Amor Mariano:

3 guerra mundilaexércitoguerraIsraelmissel

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *