Bento XVI reza pessoalmente diante da padroeira de Cuba

http://farm4.staticflickr.com/3885/15039592416_67ba052201_b.jpg

Na mesma noite da inauguração nos jardins do Vaticano, o Papa emérito quis rezar o terço diante da Virgen de la Caridad de El Cobre juntamente com os bispos

Roma, 01 de Setembro de 2014 (Zenit.org)

A proximidade espiritual não lhe foi suficiente, o Papa Emérito Bento XVI pessoalmente quis rezar diante da imagem da “Virgen de la Caridad de Cobre”, padroeira de Cuba, colocada nos jardins do Vaticano, em 28 de agosto.

O Papa, de fato, na mesma noite, após a cerimônia de bênção, presidida pelo cardeal Tarcisio Bertone, quis rezar o Santo Rosário na frente de imagem de bronze de Maria, juntamente com os bispos cubanos, que vieram a Roma para o evento. Um gesto de devoção a esta imagem mariana, a cujos pés o Papa rezou durante sua viagem “inesquecível” para Cuba em 2012.

Mons. Arturo González Amador, bispo de Santa Clara, disse à agência ACI Prensa: “Para nossa grande surpresa, no final da celebração recebemos o convite:” Hoje à noite, às 19h, Bento XVI espera por vocês para rezar o Terço junto nestes jardins para concluir a viagem juntos diante da Virgem da Caridade”.

http://farm4.staticflickr.com/3898/15062241962_4c9000da9a_b.jpg

“Virgen de la Caridad de Cobre nos jardins do Vaticano”

De acordo com a reconstrução do bispo, Bento XVI começou sua caminhada nos Jardins do Vaticano visitando as várias imagens marianas de Maria colocadas no caminho e parou diante da imagem da“Virgen”, coloca perto da Torre di San Giovanni. Então começou a recitação do Terço, continuado pelo seu secretário pessoal e prefeito da Casa Pontifícia, mons. Georg Gaenswein, e do Secretário de Estado emérito, o cardeal Bertone.

Com os bispos, o Papa Emérito recordou a sua visita a Cuba em 2012, na última viagem internacional antes das renúncias. “Uma recordação emocionada e afetuosa – disse mons. González Amador – O Papa emérito pediu depois informações sobre vida da Igreja e das pessoas e assegurou a sua oração”.

“Unir-se em oração com Bento – acrescentou – foi uma graça imerecida, um sinal de uma delicadeza que é só o primeiro elo de uma corrente de graças que virá da Virgem para todos os cubanos”.

Fonte:http://www.zenit.org | sinaisdoreino

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *