Apelo de Dom Pestana aos bispos do Brasil

Há 3 anos, falecia em Santos, SP, Dom Manoel Pestana Filho, bispo emérito de Anápolis, GO.

Tivemos a honra de realizar a última entrevista concedida por Dom Pestana, pouco mais de um mês antes de sua morte. Seu discurso em Roma, por ocasião de uma conferência sobre Fátima, em maio de 2010, traduzido e publicado por Fratres in Unum, é um dos posts mais importantes já publicado em nosso blog.

Que o Senhor conceda ao Brasil novos bispos como ele. Requiem aeternam dona ei, Domine; et lux perpetua luceat ei.

Apresentamos a seguir algumas de suas cartas sobre a atual situação da Igreja.

20 de janeiro de 1988 – Carta de Dom Pestana ao então presidente da CNBB, Dom Luciano Mendes de Almeida:

* * *

19 de fevereiro de 1988 – Nova carta de Dom Pestana a Dom Luciano:

* * *

11 de agosto de 2010 – Apelo de Dom Pestana aos bispos do Brasil

Fonte: Fratresinunum.com

COMENTÁRIO ARNALDO HAAS – www.recadosaarao.com.br

Nosso Movimento Salvai Almas teve também uma graça imensa ao ser recebido por Dom Manoel Pestana, este pequenino no tamanho, mas gigante na fé, e isso no últimos dias de nossa vida. De fato, ele foi convidado por nossos amigos do interior de Anápolis, a participar de um cenáculo conosco, o que ele aceito com grande alegria.

Mas não ficou lá sentado, enfadado, sonolento, como se poderia esperar de um senhor de Idade e saúde frágil, muito pelo contrário, durante todo o tempo ele sentou-se no confessionário, e nos atendeu a todos com carinho, e olha que foram bem cinco horas de oração contínua e cânticos, isso depois da Santa Missa celebrada por ele.

Ao final, pedimos a ele que nos dissesse a todos algumas palavrinhas, e ele abriu sua fala dizendo uma frase que jamais irei esquecer: “Há momentos na vida que valem uma eternidade, e este é um deles”. Foi com grande emoção que escutamos isso, e também ele estava vivamente emocionado com o cenáculo que presenciará; tanto que nos convidou a ir no dia seguinte à sua casa, para apreciarmos com ele um suco de caju. Óbvio que fomos!

Lá tivemos uma conversa muito agradável, ele continuava feliz e emocionado, e então que teve a grande surpresa fui eu quando ele me falou:Eu tenho na minha biblioteca, mais de 47 mil livros já cadastrados, e ainda não terminamos os registros. Mas meu livro de cabeceira se chama AS ANGÚSTIAS DA IGREJA! Muito bem escrito! Já li ele duas vezes, e estou lendo a terceira vez. Meu sonho é enviar um livro destes para cada um dos bispos do Brasil.

Infelizmente, mas Deus sabe o que faz, como ele me pediu eu enviei uma caixa com os primeiros 30 livros que ele queria para os bispos, e nos dias que o material chegou ele veio a falecer. De fato, seja feita a vontade divina, entretanto, humanamente falando, não há como não fazer esta pergunta: Por que morrem os bons e ficam os maus? Seria apenas por Deus gosta de colher as flores no alto de sua exuberância, ou deixa as flores podres para esperar, quem sabe se convertam?

Sei então que temos um grande intercessor no Céu. Se apenas 10% dos nossos bispos fossem como foi Dom Manoel Pestana Filho, certamente os maus não avançariam tanto. Por outro lado, mais uma pergunta cabe aqui: por que os outros bispos não fazem e mesma coisa em relação aos Movimentos que rezam? Porque não participam de nossos cenáculos para viverem os mesmos momentos como esta valente príncipe da Igreja fez? Vinde e vede!

Sim também faço minhas as palavras deles aos dois bispos citados: Parabéns a Dom Luiz Gonzaga Bergonzini e a Dom Henrique Soares da Costa!

Mais ai, de quantos outros bispos deste país se pode dizer o mesmo? Ai, ai, ai…

PS> Temos muitos livros deste acima citado, AS ANGUSTIAS DA IGREJA,que é tempo de divulgar. Porque a Igreja está morrendo…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *